Posted by : StarChan Jun 3, 2016


“IT’s so cold...
MOther...
It Feels So COld...
I can’t go on...”


  Até onde é seguro usar Cheats? Brincar com códigos é realmente legal? Até quando o seu uso pode virar um vício? (Sexta-feira, no Globo Repórter).

  A história que será relatada não é de minha autoria, e nem foram fatos que aconteceram comigo, é a história de dois irmãos que eram viciados em Pokémon, mas um deles, tinha um defeito: Era obcecado por Cheats e por GameShark. O relato será resumido e sem alterações no enredo.



  Eu e meu irmão sempre fomos viciados em Pokémon, e nossa mãe sempre nos incentivava a jogar, comprando versões opostas para nós. Começamos por Red e Green e passamos por Gold e Silver. O tempo passou, e ficamos um pouco afastados desse mundo, quando Ruby e Sapphire foram lançados, compramos um GBA e começamos a jogar, cada um com sua versão, e aquilo nos trouxe uma nostalgia. Queríamos voltar no tempo para relembrar os bons tempos de infância, começamos a vasculhar nossa caixa de coisas antigas, e lá estavam, nossos Game Boy Colors, nossas fitas de Pokémon... e um cartucho de GameShark do meu irmão.

  Ele era viciado em cheats...

  Começamos a reviver nossa infância, quando meu irmão inventou de testar o GameShark. Eu balancei a cabeça negativamente e disse:

  -Isso vai matar seu Game Boy...
 
Algum tempo depois, passei 24 horas na casa de um amigo, e quando voltei para casa, me surpreendi com o que vi. Na sala, vários cartuchos estavam destroçados, fiquei um pouco assustado, isso deveria ter acontecido esta manhã, caso contrário, minha mãe teria reclamado da bagunça. Fui até o quarto do meu irmão, e o encontrei sentado na cama, com seu GBA destroçado ao seus pés, ao seu lado, estavam um martelo e uma tesoura de jardinagem. Seu rosto estava pálido, ao seu lado, o GameShark e um cartucho prateado estavam poupados.
  - Você está bem?- perguntei a ele.
  - Foi horrível, eu me lembro de sua voz rouca, e a forma como ela soou me fez estremecer. Oh meu Deus, branco por toda parte, depois, preto. – foi o que ele me disse. Lembro-me de tê-lo abraçado, e seu braço caiu sobre meu bolso, quando sentiu meu GBA, o pegou, gritando e arremessou contra a parede. Gritei, e temendo o pior, fui até o aparelho, peguei-o e  conferi se estava tudo bem. Que alívio, não havia quebrado.
  Logo, meu irmão veio de encontro segurando o martelo, querendo atacar meu console, gritei e saí correndo para a sala.

  Meu irmão parou na ala psiquiátrica, e nada conseguia explicar esse surto, não era uma doença. Foi quando, em uma das visitas que fiz, ele me contou:
  - Hey. Vá no meu quarto quando você chegar em casa. Livre-se deles, não quero mais vê-los. – ele se referia a fita de GameShark e a versão Silver de Pokémon.

  Cheguei em casa e fui para o quarto de meu irmão, estava curioso em saber o que tinha assustado tanto meu irmão naquele jogo. Comecei a revirar o quarto e encontrei os cartuchos, e um pedaço de papel rabiscado com tinta permanente que tentava cobrir alguma coisa, coloquei o papel contra a luz e li:

“Easter Egg – Snow on Mt. Silver”

  Tirei o cartucho de Gold do meu GBA e coloquei a versão Silver, e, receoso, liguei o console.”

  O que você lerá agora, será um resumo dos acontecimentos dentro do jogo, no final.

  O jogo iniciou-se normalmente com a música alegre de abertura, ao dar Start, havia um save com o nome Blake, o mais espantoso, era o tempo de jogo, um tempo incomum 999:99. Ao confirmar a entrada para o save, o jogador na famosa montanha Mt. Silver, só que dessa vez, a tela estava pouco visível graças ao forte “chuvisqueiro”. Na tentativa de sair por uma passagem, o jogo barra, mostrando caixas de textos alegando que “Agora é tarde”. Ao acessar o menu de Pokémon, se depara com um time de 6 criaturas: Typhlosion, Meganium, Feraligatr, Tyranitar, Pidgeot e Lugia, todos com 6 de HP. 



   
  O jogador então segue pela única saída, e durante o trajeto, a “neve” vai piorando, até que uma caixa de diálogo aparece, dizendo que Meganium havia morrido. Não era possível reviver o Pokémon, e quando ele acessou o Stats do inicial de planta, mostrava um Sprite modificado do Pokémon, parecido com um zumbi. Continuando a caminhada, uma segunda caixa aparece, dessa vez, Pidgeot estava morto, e estava igual ao Pokémon anterior. E sequência foi Lugia, Feraligatr e Tyranitar, todos com sprites semelhante e impossíveis de reviver. O jogador entra numa passagem no fim do caminho, e aparece numa área sem chuvisco, ele atravessa um longo corredor e encontra um item, ao interagir com ele, revela ser um Celebi com um Sprite deformado e aterrorizante. A música – que só aparecera agora – se tratava de ruídos distorcidos. O jogo dá uma pequena travada e o Celebi usa Perish Song, o que intensifica os ruídos e a tela chuviscada volta a aparecer.

   

  A tela fica branca por um instante e logo após, preta. De repente, o jogador se vê numa caverna com um longo corredor a sua frente, porém, o Sprite do treinador está... Diferente. Ao acessar Trainer Card, percebe que seu avatar está como seus Pokémon, parecendo um zumbi e com as mãos e uma perna decapitada. O jogador então segue pelo caminho estreito, e logo, algumas caixas de diálogo começam a aparecer, falas do treinador.

“I’m so cold...”
“Mother...”
“It’s feels so cold...”
“I can’t go on...”

 
E assim, o jogador entra em outra passagem, e aparece num cenário branco, e começa a descê-lo e encontra um NPC, ao interagir com ele, é jogado para um cena de batalha contra Red. O campeão lança seu Venusaur que está com o Sprite semelhante aos Pokémon do jogador, e o seu nível é 0. Blake lança seu Typhlosion – único Pokémon vivo – que também está com o Sprite deformado. Ao acessar o comando de golpes, o jogador se depara com Tackle e Leer. Sem saída, ele usa o primeiro golpe. O Venusaur inimigo começa com Struggle, que tira 1 de HP do Typholosion e o adversário recebe um dano também, o que o leva a morte. O segundo Pokémon é Blastoise, depois, Charizard, Snorlax e Espeon, todos com as mesmas características e ataques. Pikachu era seu último Pokémon, e este usou Pain Split, que acabou matando ele e o Typhlosion, logo, o Sprite de Red, dessa vez, deformado, apareceu e uma caixa de dialogo apareceu.
  “...It’s over.”




  Assim, a tela fica branca novamente e o seguinte texto aparece.

  “used DESTINY BOND”

  Um ruído toca novamente, e a tela começa a piscar rapidamente. Até que... Tudo fica preto...


  Depois de jogar, retirei o cartucho e joguei ele, o papel e o GameShark no lixo, coloquei meu Pokémon Yellow para certificar que nada havia ocorrido com meu console. Por alívio, o Pikachu me recebeu com um caloroso sorriso. Depois daquele dia, meu irmão nunca mais jogou Pokémon, e eu, segui meu caminho, NUNCA JOGO OU JOGAREI USANDO CHEATS.

  Ok, ok. Acreditem nessa história se quiserem. Disponibilizarei o vídeo da gameplay descrita acima e - para os corajosos - o link para download dessa hack, é um aplicativo do próprio Windows, sem necessidade de emuladores. 



                              

Créditos :
Informações:
 Canal do Youtube TirantGamer
Vídeo: Canal do Youtube Evan Bernardi
Imagens: Google, PrintScreens e mibevan (Evan Bernardi)
Agradecimentos: Ao Dento por abrir espaço em Johto para a postagem dessa matéria.

~ Star-chan

{ 8 comentários... read them below or Comment }

  1. Mt.Silver tentou,mas nunca será tão assustador quanto Lavender

    ReplyDelete
    Replies
    1. Pô, mano... Lavander é Lavander, né? Só de lembrar eu já me arrepio todo...

      Delete
    2. Percebo que Lavender Town arrepia a todos... Parece que Kanto caiu na mãos certas hahshahsa
      Valeu pelo comentário, Donnel. o/

      Delete
  2. Replies
    1. Só você? Eu tremo de medo só de entrar nesse post.

      Delete
  3. oi eu sou novo no blog, eu já to gostando da fic bom eu to comentando aqui por que o link do capitulo 9 das aventuras de johto esta quebrado da uma arrumada, eu agradeço muito se fizer isso rs

    ReplyDelete
    Replies
    1. Yo, MegaPikachu!

      Muito obrigado pelo comentário e fico muito feliz que tenha curtido. Estou tentando sempre ficar de olho no blog pra corrigir alguns erros que acabam ocorrendo durante o tempo.

      Corrigi o link do Capítulo 9. Acesse por aqui: http://aventurasjohto.blogspot.com.br/2016/02/capitulo-9.html

      Obrigado mesmo pelo contato! =]

      See ya!

      Delete

- Copyright © 2015 - 2019 Aventuras em Johto - Dento (Willian Teodoro) - Powered by Blogger - Designed by CanasOminous -