Posted by : Dento Jan 8, 2016



Afinal, você planta o que semeia?

É incrível como, em grande parte das vezes, a gente desiste dos nossos objetivos por motivos pequenos. Para nós, meros mortais, é muito difícil ver o lado bom das coisas. Geralmente, somos muito negativos. Mas, desde que nascemos, somos fadados ao fracasso. Mas é graças ao fracasso que nós conquistamos o sucesso.

E por que toda essa filosofia quase greco-romana no começo do texto? É porque é sobre o que fala o capítulo 5 do Aventuras em Johto.

Ethan só apanhou até aqui. E, com isso, muitos de vocês leitores podem achar que o rapaz é fadado ao fracasso. Ou que o autor, este que vos fala, odeia seu protagonista e quer mais que ele se lasque durante a história.

Mas tudo o que eu faço e tudo o que eu escrevo tem um objetivo. Não é nada de improviso, mesmo que, às vezes, de forma inexplicável, os personagens me guiem conforme a história vai se desenvolvendo. Não foi o caso deste capítulo. Vejam bem, eu sempre achei engraçado como algumas histórias de Pokémon o protagonista se torna o treinador mais poderoso da região com cinco capítulos, ou menos. É assim nos jogos também: Nós, os protagonistas, costumamos ter poucas derrotas no começo do jogo e apanhar bastante conforme o jogo vai avançando (em alguns líderes de Ginásio ou na Liga Pokémon, contra a Elite 4, por exemplo). Eu sempre quis que o Ethan fosse, claro, um protagonista diferente dos demais, mas também, que ele fizesse a diferença. Que ele fosse mais humano. Que ele fosse realista.

Mas que realidade há em um mundo fantasioso como Pokémon?

Todas.

A amizade de Pokémon e Treinador é uma das coisas que existem nos dois mundos.
A determinação entre Pokémon e Treinador é outra das coisas que existem nos dois mundos.

Ethan erra sim. Ethan apanha de Pokémon fracos sim. Mas isso não o faz menos do que outro protagonista de qualquer outra história que você, leitor, tenha lido, lerá ou esteja lendo ao mesmo tempo que esta. É um ciclo: Ele se fortalece a cada batalha, ganhando ou perdendo, não importa se o oponente é um Caterpie, um Rattata ou, quem sabe, até mesmo Raikou, Entei e Suicune. Nunca devemos julgar um livro pela capa, ou criticar o Ethan pelo seu amadurecimento - deveras tardio para um adolescente -, já que todos nós estamos em um eterno amadurecimento, até o ultimo dia de nossas vidas.

As próximas batalhas demonstrarão uma reviravolta nisso tudo. A batalha de Ginásio no próximo capítulo e, se me permitem o Spoiler, um novo encontro com Silver, onde seus ideias irão se colidir, de maneira séria, mostrando como ele evoluiu com essas derrotas, mostrando-o focado e concentrado.

Espero que vocês curtam a história como eu curto escrevê-la e garanto que muitas batalhas e encrencas (em dobro, é isso aí!) estão por vir, até o último parágrafo da história. =]


Nos vemos na próxima quinta-feira com a batalha de Ginásio de Ethan. Até lá!



Leave a Reply

Subscribe to Posts | Subscribe to Comments

- Copyright © 2015 - 2018 Aventuras em Johto - Dento (Willian Teodoro) - Powered by Blogger - Designed by CanasOminous -