Posted by : Dento Mar 31, 2016




Dois dias se passaram desde os acontecimentos com Celebi e Amy continuava sentada em sua cama observando a PokéBola GS. Ela permanecia intacta. Mas a garota temia que sua arma secreta não estivesse mais ali. Perdida em pensamentos, nem prestou atenção na batida na porta.

— Amy? — Chamou uma voz.

A garota se assustou e guardou a PokéBola GS na mochila. Ao olhar para trás, se deparou com Ethan e Forrest na porta. Era Ethan que havia despertado a garota de seu transe.

— Ah. Oi, meninos. — Amy deu um sorriso.
— A gente vai descer. A gente precisa terminar a inscrição do Torneio que vai ter daqui a pouco. Vamos? — Convidou o rapaz.
— Claro! Vamos lá. — A garota pegou a bolsa e acompanhou os garotos.

O Centro Pokémon estava lotado naquela manhã. Ethan, Forrest e Amy logo trataram de procurar o guichê de inscrições para cadastrar os Pokémon que iriam usar. Ao caminhar para o local indicado, encontraram Lyra e Joey conversando. O rapaz estava com a boca cheia de comida enquanto a moça mexia em um dos computadores.

— Bom dia, gente. — Disse Ethan aos colegas.
— E aí. — Respondeu Lyra indiferente.
— Bão dia, galera. — Disse Joey com a boca cheia.
— Ansiosos para o Torneio de hoje? — Questionou Forrest.
— Eu tô de boa. Eu fiquei sabendo que vai ser só de Pokémon Insetos. — Disse Lyra.
— Só de Pokémon Insetos? — Perguntou Ethan.
— É. Você é surdo? — Questionou Joey mastigando um pedaço de pão.
— Eu acho que vai ser legal. Eu vou poder usar o Shuckle. Eu ainda não tive chance de batalhar com ele. — Comentou Forrest parecendo ansioso.
— Eu tenho a Butterfree. — Disse Ethan.

Amy fez uma cara decepcionada.

— Eu não tenho nenhum Pokémon do tipo Inseto... — Murmurou a garota.

Ethan ficou surpreso.

— Mas o quê?! E agora?
— Não se preocupem. Na primeira rodada, a gente precisa capturar os Pokémon Insetos disponíveis. Então a gente pode usar eles em batalha depois. — Disse Lyra.

Amy ficou mais aliviada.

— Ufa! Vou poder brincar também. — A garota deu um sorriso.

O alto-falante ecoou.

— Senhores competidores, por favor, dirijam-se para o Parque Nacional de Goldenrod para o inicio das competições. — Ressoou a voz.

Aquelas 40, 50 pessoas se dirigiram ao norte da Cidade de Goldenrod. Alguns oficiais da Polícia local auxiliavam os treinadores no caminho. A praça que dava para o Parque estava toda iluminada. Um palco imenso foi construído no centro e as árvores aos arredores foram enfeitadas com refletores nos troncos.

— Senhoras e Senhores! Sejam bem-vindos ao Torneio Mensal de Caça aos Pokémon Insetos do Parque Nacional da Cidade de Goldenrod! Eu sou o Líder do Ginásio, Bugsy, e eu sou um dos organizadores disso tudo! — O jovem Bugsy estava no palco e falava entusiasmado para os competidores que se aproximavam correndo. — Cada um de vocês tem direito a seis Bolas Sport, que vocês devem usar para capturar o Pokémon que quiserem dentro do perímetro do Parque Nacional. Mas lembrem-se de que é proibido o uso de Pokémon para a captura. Vocês devem usar somente essa PokéBola!





Ethan, Amy, Forrest, Lyra e Joey permaneciam juntos.

— Então a gente não pode batalhar contra os Pokémon selvagens? Que negócio doido... — Disse Ethan curioso.
— Aqui continua sendo uma reserva nativa. Esse mesmo esquema é usado nas Zonas do Safari espalhados pelo mundo. — Explicou Forrest.
— Eu vou capturar o melhor Pokémon que eu puder! — Exclamou Lyra.
— Desculpa, gata, mas você não vai me superar. — Disse Joey

Ethan soltou uma risada forçada alta.

— Ha! Ha! Ha! Vocês NUNCA vão pegar um Pokémon melhor que o meu!

Enquanto os três discutiam, um sinal alto soou por todo o parque.

— Vocês tem meia-hora para encontrar o melhor Pokémon que conseguirem. Três. Dois. Um. Vão! — Anunciou Bugsy.

Os treinadores se espalharam por todo o lugar. Ethan, Amy, Forrest, Lyra e Joey se perderam na multidão.

***

Forrest já andava há alguns minutos procurando um Pokémon perfeito. Ele havia pensado em pegar um Beedrill bonito que chamou sua atenção, mas por ser acostumado a usar Pokémon do tipo Pedra, não daria certo com um Pokémon que usaria cem por cento das estratégias de batalha no céu.

A solução estava há metros de distância.

— Um Heracross...! — Exclamou o rapaz.




Heracross usava estratégias tanto no céu, quanto no chão. Forrest se lembrava de ter visto uma batalha fantástica feita pelo Heracross de Bugsy na batalha de Ginásio contra Ethan. Estava decidido.

O moreno aproximou-se devagar das costas do Pokémon, que estava distraído chupando a seiva de uma das árvores do Parque.

— Bola Sport, vai! — E atirou a PokéBola.

O Pokémon foi sugado para dentro e a cápsula jogada por Forrest começou a se mover violentamente. Um estampido o fez se libertar. Heracross agora encarava zangado o humano que interrompeu seu almoço.

— Você vai ser meu, seu monstrinho. — Sorriu Forrest determinado.


***

Era assobiando que Amy procurava um Pokémon. Procurava um diferente e que combinasse com o jeito forte da menina. Um Pokémon que fosse ágil e forte.

Era ignorou tudo sobre o Pokémon que queria quando viu uma criatura peluda dormindo no pé de uma das árvores que a rondavam.





Venonat, um Pokémon Inseto. Os seus olhos funcionam como radares. Ele pega e come pequenos insetos que se escondem na escuridão. Veneno escorre de todo o seu corpo.” — Informou a PokéAgenda de Amy.
— MEU SANTO GYARADOS, QUE POKÉMON BONITINHO! EU PRECISO DELE! — Exclamou Amy aos pulos arremessando a Bola Sport no Pokémon dorminhoco.

A cápsula se mexeu um pouco, mas trancou-se. O preguiçoso Venonat não mexeu sequer um músculo para se libertar.

— Essa foi fácil. Hehe. — Sorriu Amy recolhendo a PokéBola.


***

Lyra caminhava ao norte do Parque e parecia não se preocupar tanto em procurar um Pokémon. Para ela, qualquer um estava bom, contanto que fosse bom o bastante para auxiliá-la em batalhas. Um Pokémon estava tentando pegar frutas de uma árvore, mas não conseguia, elas não caiam. Lyra pegou a PokéAgenda.




— “Pinsir, um Pokémon Besouro de Veado. Com seus chifres, ele cava tocas para dormir à noite. Na parte da manhã, solo úmido se agarra ao seu corpo. Balança seus chifres longos em formato de pinça descontroladamente para atacar. Durante os períodos frios, ele se esconde no fundo de florestas”. — Informou o aparelho.

Lyra aproximou-se do Pokémon.

— Você tá com fome? — Perguntou a garota gentilmente.

Pinsir olhou para Lyra e se pôs em posição de ataque. A menina não temeu.

— Olha, come isso. — A garota retirou da bolsa um bolinho de chocolate caseiro. — Esse é um bolinho feito pela vovó. Experimenta.

Pinsir aproximou-se cauteloso da humana. Cheirou, cheirou e cheirou o lanche estranho que era oferecido. Em uma mordida só, devorou o alimento.

Lyra retirou mais um pacotinho da bolsa.

— Eu tenho mais. Pode comer.

O Pokémon foi comendo e comendo e adquirindo confiança em Lyra. Foi quando a garota se levantou e continuou a sua caminhada. Pinsir notou a saída da garota e a seguiu timidamente. Lyra se virou abruptamente.

— Eu tenho muito mais daqueles. — Sorriu a menina.

Pinsir a encarou com olhos pidões.

— Mas... Se você quiser mais, terá que vir comigo. — Disse Lyra pegando uma Bola Sport.

Pinsir encarou a menina e pareceu refletir sobre aquilo. Ele não era idiota. Trocar a sua liberdade por comida fácil? A resposta era óbvia.

O Pokémon nada fez e Lyra encostou o botão da PokéBola em sua cabeça, que nada fez para se defender. Estava capturado.

Lyra deu um sorrisinho sádico.

— Sempre funciona. — E se retirou dali.


***

Forrest encarava seu oponente já cansado. Já havia gastado suas cinco Bolas Sport, restava uma e ele precisava acertar dessa vez.

Heracross avançou com seus chifres em direção à Forrest que aguardou pacientemente. Quando o Pokémon estava a centímetros de distância, o moreno saltou para o lado e Heracross passou por ele, enfiando a cabeça no tronco de uma árvore próxima. O Pokémon se debatia bastante, mas seu chifre não saia do tronco da árvore. Um côco pesado caiu sobre sua cabeça e Heracross caiu nocauteado.

— Agora é o momento. Bola Sport, conto com você! — Forrest arremessou a PokéBola em direção à Heracross e viu o Pokémon ser sugado para dentro da cápsula.

O objeto se movia violentamente. Forrest estava apreensivo, mas se aliviou quando ouviu um estampido alto, anunciando o sucesso da captura.

— Eu disse que você seria meu. — Disse o moreno suado sorrindo para o objeto.

Uma campainha ecoou por todo o local. A voz de Bugsy soou em todos os cantos do Parque.

— Atenção senhores competidores! Restam apenas dez minutos para o primeiro teste terminar! Apressem-se!

***

Ethan agora corria contra o tempo. Os minutos se passavam e ele não havia conseguido pegar nenhum Pokémon.

— Como é que eles querem que a gente pegue um sem batalhar contra eles?! — Perguntava o garoto a si mesmo.

Procurando para os lados, viu o Pokémon perfeito.




— “Beedrill, um Pokémon Abelha Venenosa. Ele pode derrubar quaisquer oponentes com seus poderosos ferrões venenosos. Ele às vezes ataques em enxames. Ele tem três ferrões: O de sua cauda segrega o mais poderoso veneno”. — Informou a PokéAgenda de Ethan.

— É você mesmo que eu quero! Vamos lá, Bola Sport! — O garoto arremessou uma das PokéBolas no Beedrill que voava ali perto.

Um vulto passou por Ethan e partiu a esfera no meio.  Um Pokémon verde com lâminas no lugar de patas tentou agarrar o Beedrill que desviou e encarou seus oponentes.






— Hey! Esse Beedrill é meu! Eu vi primeiro! — Exclamou Ethan.

O Pokémon pareceu não ligar para Ethan e continuou a programar um novo ataque em cima de Beedrill.

— Scyther! Larga. Esse. Pokémon! — Ethan arremessou outra PokéBola, mas Scyther interceptou outra vez.

Beedrill começou a rondar os dois oponentes. Parecia estar gostando de ser disputada.

Scyther disparou na frente, mas Ethan arremessou outra PokéBola. Não acertou nada.

Beedrill se esquivava e passava propositalmente por entre Ethan e Scyther, que disputavam o prêmio como loucos.

O garoto já estava cansado. Scyther ainda não estava exausto, mas podia se notar o suor escorrendo em seu rosto. Beedrill ficou defronte aos dois e os desafiou erguendo um dos ferrões e o mexendo de forma provocativa.

Scyther saiu na frente. Ethan correu também com a PokéBola em mãos. Beedrill deu um ziguezague nos dois oponentes e decolou rumo aos céus. Ethan e Scyther foram pegos de surpresa.

Ethan arremessou a Bola Sport ao mesmo tempo em que Scyther tomava impulso para seguir atrás de Beedrill. O garoto tropeçou, caindo de bruços no chão e Scyther foi sugado pela esfera colorida. Beedrill deu uma risadinha ao ver seus oponentes derrotados e seguiu para dentro da floresta.

Ethan levantou-se após alguns segundos e procurou ao redor. Scyther não estava mais por perto. Nem Beedrill. A Bola Sport jazia no chão imóvel. Ethan sorriu.

— Beedrill, eu consegui te pegar! Levei a melhor sobre aquele Pokémon idiota! — O garoto arremessou a cápsula para cima liberando seu Pokémon.

Ethan deu um berro quando deparou-se com Scyther, mal-humorado, saindo da Bola Sport.

— O QUE VOCÊ TÁ FAZENDO AÍ? CADÊ O BEEDRILL?! EU NÃO ACREDITO QUE PEGUEI VOCÊ AO INVÉS DAQUELE POKÉMON DAORA!!!

Scyther não encarou o seu “mestre”. Cruzou os braços e bufou como se respondesse “eu não queria servir você como treinador”.


***

Restando três minutos para o fim das competições, Joey havia capturado quatro Pokémon: Um Kakuna, um Venomoth, uma Beedrill e havia acabado de pegar uma Butterfree. Já estava retornando para o começo do Parque Nacional quando deparou-se com um Pokémon com um grande cogumelo vermelho em suas costas.






— “Parasect, um Pokémon Cogumelo. É a forma evoluída do Paras. Ele permanece principalmente em lugares úmidos e escuros, não por ser inseto, mas por causa do grande cogumelo em suas costas. Quanto maior o cogumelo em suas costas, mais forte os esporos que ele solta.” — Informou a PokéAgenda de Joey.
— Parasect? Que Pokémon interessante... — O rapaz sacou a Bola Sport. — Vamos lá, PokéBola!

A cápsula encostou no cogumelo gigante das costas de Parasect, mas não abriu e caiu ao seu lado. O Pokémon então observou curioso. Joey procurava a última Bola Sport quando percebeu Parasect comendo a que havia sido arremessada nele.

— CARA, ISSO NÃO É DE COMER! — Berrou Joey.

Parasect comeu o objeto numa engolida só. Joey pareceu desesperado, porque não sabia se os treinadores seriam responsabilizados se alguma coisa de ruim acontecesse com os Pokémon, como sufocamento por comer uma PokéBola.

Parasect foi envolto por um brilho branco e todo seu corpo começou a encolher. Joey piscou os olhos e viu que a Bola Sport estava no chão, balançando. Um estampido anunciou o sucesso da captura.
O garoto se aproximou e viu a cápsula estava totalmente coberta por uma gosma pegajosa, possivelmente suco gástrico.

Uma campainha soou por todo o Parque. A voz de Bugsy ressoou mais uma vez.

— O tempo está esgotado! Treinadores, retornem para a entrada do parque!

Joey esticou uma parte da camiseta e pegou a Bola Sport que estava no chão. Com nojo, colocou-a em um dos bolsos.

— É cada uma que eu arrumo... Argh!


***

Em pouco tempo, os treinadores estavam de volta. Ethan, Joey, Forrest, Lyra e Amy acabaram se cruzando e se encontrando na frente do palco.

— 50 de vocês se inscreveram para participar do Torneio. 20 foram desclassificados por diversos motivos, seja por ter usado algum auxilio de seus Pokémon para capturar os Insetos do parque, ou por não terem conseguido sequer um Pokémon. Agora vamos a parte mais importante: O julgamento! — Exclamou Bugsy.

Os treinadores se entreolharam confusos.

— Liberem os Pokémon que vocês pegaram e fiquem visíveis atrás deles. Aquela bancada irá julgar os mais bonitos e fortes à primeira vista.

Todos liberaram seus Pokémon. Os juízes conversavam entre si e anotavam notas em um papel sobre a mesa. Avaliavam diversos requisitos e passavam uma peneira entre os competidores.

Passados alguns minutos tensos, Bugsy finalmente voltou a falar.

— Nessa fase, 14 de vocês foram eliminados. Os 16 restantes estão neste telão.

As fotos dos treinadores que passaram para a próxima fase apareceram. Ethan, Lyra, Amy, Forrest e Joey estavam entre os escolhidos.

Os garotos suspiraram de alivio.

— Agora vem a minha parte favorita... E acho que a de vocês também... — Sorriu Bugsy maliciosamente.

As fotos começaram a se embaralhar. Pares começaram a ser formados e os competidores que restaram começaram a ficar apreensivos. O que viria a seguir?

— Conheçam os seus oponentes da próxima rodada. — Anunciou o Líder de Azalea.

Em cima das fotos, um título em vermelho-tinto trazia em letras arredondadas “COMPETIÇÃO DE BATALHAS DE POKÉMON INSETOS”. Os pares, na verdade, eram os oponentes e quem enfrentaria quem.

Os garotos deram um suspiro de espanto.

Logo na primeira fase, Amy lutaria contra Ethan.
E Lyra duelaria contra Forrest.

A foto de Joey aparecia ao lado de uma garota ruiva.

— Que os jogos comecem! — Exclamou Bugsy agitado.


A primeira fase do Torneio de Pokémon Insetos terminou com uma surpresa. A dificuldade dos desafios aumentou a vontade dos jovens de saírem vencedores do torneio. Na fase de batalhas, o orgulho de cada um deverá se mostrar superior do que o do outro, e isso acarretará em batalhas emocionantes. Como isso vai acabar?




TO BE CONTINUED...










{ 14 comentários... read them below or Comment }

  1. Yo, djow!
    Mais um capítulo incrível, como sempre.
    Achei bem legal você estender o Torneio dos Pokémon Insetos para ter batalhas, também.
    Uma coisa que eu não entendi foi o Joey capturar 5 Pokémon. Isso é permitido? Ele teve que mostrar os quatro? Jurava que desclassificariam ele por isso.
    E, nossa! O Ethan vai batalhar com a sua senpai, Amy! Isso não vai dar bom, até porque acho que Scyther não vai obedecer Ethan, acho...
    E quanto a essa garota ruiva, eu acho que ela é a Misty, ou talvez seja só uma personagem filler, né? Depois eu descubro.
    See ya, man!

    ReplyDelete
    Replies
    1. Yo, Victor!

      Eu quis fazer algo diferente pra esse torneio... Como eu sempre gostei de Contests (mesmo não tendo talento algum pra escrevê-los kkk), eu resolvi colocar um pouco dos conceitos básicos dos torneios que vemos em Hoenn e Sinnoh pra esse torneio de Johto. O que faz ele ser diferente...

      "Cada um de vocês tem direito a seis Bolas Sport, que vocês devem usar para capturar o Pokémon que quiserem dentro do perímetro do Parque Nacional. Mas lembrem-se de que é proibido o uso de Pokémon para a captura. Vocês devem usar somente essa PokéBola!"

      As regras eram que o treinador podia pegar qualquer Pokémon que eles quisessem (não se limitando a quantidade) contanto que eles não usassem nenhum Pokémon e apenas as SportBalls. Joey seguiu tudo certinho, só capturou um número maior de Pokémon. Então, os juízes avaliaram não só a quantidade, mas se os Pokémon eram fortes, bonitos e etc. (assim como é nos jogos).

      E sim, Amy VS. Ethan... Pra quem você está torcendo? Claro que tem o problema com o Scyther... Então vamos ver como é que as batalhas irão se desenvolver.


      Sobre a garota ruiva: Bem, seria improvável ser a Misty, já que ela tem pavor de insetos... Mas tudo pode acontecer, não é? kkkkk

      See ya!

      Delete
  2. Saudades do que a Aliança Aventuras já foi um dia...

    ReplyDelete
    Replies
    1. Olá, Anônimo!

      Sentir saudades é bom, né? Mas o futuro é interessante também. A Aliança está se reerguendo e espero que você aprecie tanto quanto apreciava a antiga. =]

      See ya!

      Delete
  3. Hey!

    Fantástico capítulo, belas capturas!
    Só tenho uma dúvida, porque eu realmente não percebo muito bem essa competição, mas eles vão ficar com todos os pokémon que capturaram ou terão que os entregar? Porque seria muito interessante ver o Ethan ganhar, aos poucos, a confiança de Scyther.

    Bye!

    ReplyDelete
    Replies
    1. Yo, Angel!

      Sim, eles vão ficar com os Pokémon. =] É o mesmo esquema dos jogos, que você ganha o Pokémon que capturar.

      See ya!

      Delete
  4. Yo Dentooo
    Malz pelo atraso(semana de prova é corrido)
    Iai Mano de boas?
    Como é bom prever o futuro,mais ou menos né mais acertei o Beedril e o Scyther que nunca usara Fly em toda a sua vida
    Um Scyther mano um dos meus bugs preferidos mesmo que sempre achei que ele fosse grama não bug mas fazer o que né,mano que medo da Lyra parece uma psicopata você ta andando na rua e ela aparece com comida e te captura
    Gostei da personalidade da Forrest não desiste nunca gostei desse jeito dele
    Amy tmb surpreendente indo atras de um bug
    Mano eu tenho medo de Parasects e esse olhos brancos e o que a Pokedex fala sobre ele,ele é tipo possuido pelo parasita
    Ethan X Amy acho que o Ethan vence tipo o Venonat é preguiçoso e o Scyther parece ter cara de poucos amigos e que odeia perder principalmente so porque o Ethan é seu trainer
    Pergunta basica : Vai valer so bugs ou so capturados no Parque

    See Ya

    ReplyDelete
    Replies
    1. E aí, Dark!

      Pois é, né! O Beedrill tá no time, só que no do Joey, visto que o Ethan não teve tanta sorte assim...

      Sim, um Scyther. Não faz bullying com ele, coitado... AEHUEAHAUEHAEUHEA.

      Cada um captura Pokémon como pode. A Lyra tem o jeito mais interessante: Suborno. Hahaha

      O Forrest é bem persistente. Eu acho que, dos três, ele é o que não desiste nunca. Eu admiro isso nele também. =]

      Amy não tem medo de insetos. Ela vai atrás deles também. xD

      Acho que todo mundo tem um pouco de anseio do Parasect... Sei lá... Vai que o parasita dele ganha vida e resolve infectar a gente também? EHUEAHUEAHEAUHEA

      Amy VS. Ethan, sim... Acho que é uma das batalhas mais esperadas entre os personagens... Será mesmo que Ethan consegue enfrentar a Amy e sair vencedor? Afinal, ela é bem mais experiente que ele... Mas vamos ver, né? Essa história é cheia de mistérios...

      Respondendo sua pergunta: Só vale Tipos Insetos, incluindo aqueles que são capturados no Parque Nacional. =]

      See ya!

      Delete
  5. Ler esse capítulo da competição do National Park foi como voltar no tempo. Você conseguiu trazer de volta toda a sensação do local e também do próprio evento em si.

    Eu jamais imaginaria que o Beedrill seria apenas um fator contribuinte para a captura do Scyther! Eu realmente achei que o Ethan fosse ter a dobradinha Beedrill-Butterfree no time, e acreditava que o Scyther era de algum treinador que estava tentando trapacear. Se a sua intenção era fazer desta captura uma cena de comédia, você até que conseguiu surpreender bastante, porque pelo menos pra mim isso foi inesperado!

    Agora quem será o primeiro colocado? Eu sempre tentava ficar em terceiro nos jogos pra poder pegar a Sun Stone, que pra mim era o melhor prêmio... Não fazia o menor sentido.

    Agora teremos toda essa tabela das batalhas finais da competição. Estou ansioso para ver cada personagem que você construiu até aqui colocando tudo o que aprenderam um contra o outro. Pode ser uma boa prévia do que veremos no futuro.

    Mais um ótimo capítulo, meu caro Dento! A gente se fala qualquer hora!

    ReplyDelete
    Replies
    1. Yo, Sigert!

      É muito bom receber um elogio sobre esse torneio. Era exatamente o que eu queria: Inovar sem chocar. Eu sei q ue o National Park é parte importante da sua infância e respiro aliviado por ter feito algo bom. kkkk

      Esse capítulo foi engraçado. Até o último instante, eu pensei em realmente fazer o Ethan pegar o Beedrill. Mas como é a história que me conduz, Scyther apareceu ali e a cena transcreveu-se magicamente na minha frente. Eu acho que foi isso que tornou ela tão legal. XD

      Pra mim ela ficou engraçada, pra você, foi surpreendente... Acho que o legal da história é ter esse amplo significado.

      Temos competidores bem fortes nessa competição... Quais são suas apostas? Acho que as batalhas também vão te surpreender, visto que cada um fará o que puder pra chegar até o fim do torneio.

      Fico muito feliz que tenha curtido! Ainda tem história pela frente e espero continuar agradando! =D

      See ya!

      Delete
  6. Atrasado para comentar :(

    Como admirador dos tipos Bug, fico feliz por alguém dar amor para o torneio do National Park. Uma das melhores partes dos jogos. Por algum motivo eu fiquei esperando que aparecesse um Shelmet perdido e tímido em excesso como era o da Bianca no anime (estanho...).

    Sobre Parasect, bem... alguém tinha que pegá-lo, né? Mesmo não sendo um pokémon muito amado.

    ReplyDelete
    Replies
    1. Yo, Erick!

      Eu adoro esse contest no National Park. Meus melhores Pokémon sempre são do tipo Inseto. kkk

      E que bom que você curtiu! Fico feliz de ter conseguido passar sentimentos bons pra história, porque sempre estou sentindo-os quando o escrevo. =]

      Sdds Bianca e Shelmet. kkkk

      Eu curto Parasect, cara. Mas não consigo ver ele como Pokémon principal de alguém, então acho que fazer um secundário pegar acabou ficando melhor. kkkkk XD

      Espero que continue curtindo!

      See ya!!

      Delete
  7. Yoo Dento

    Um capítulo voltado para a caça de insetos. Misty não curtiu isso, com certeza ahsuahushuahus
    VENONAT, PRA MIM A AMY VEZ A MELHOR CAPTURA PQ MEU DEUS DO CÉU, ESSE POKÉMON E SUA EVOLUÇÃO FAZEM UM ESTRAGO! <3

    Excelente capítulo, Dento, to ansiosa para ver o Ethan e a Amy trocando soco ahsuahushuashu
    Até a próxima <3

    ReplyDelete
  8. Oiiii Dentuuu que não gosta do filme 1 de Pokémon!
    Fiquei em dúvidas sobre qual é o meu poke preferido dessas capturas, eu AMO o Heracross, mas tbm AMO o Schyter e a Venonath é mto fofaaa. Devo admitir que estou PASMA com a genialidade da Lyra :0. Lyra rainha, Ethan nadinha, não consegue pegar um poke e ainda pega outro errado no lugar.
    Agora estou ansiosa para ver quem ganhará a batalha, mas tomara que seja Amy pq ela merece o mundo.
    Abraços, nenê! Até o próximo cap!

    ReplyDelete

- Copyright © 2015 - 2019 Aventuras em Johto - Dento (Willian Teodoro) - Powered by Blogger - Designed by CanasOminous -